Pedagogia

CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA

1 -Fundamentação Filosófica e Teórico-metodológica

Os novos conceitos e modelos socioeconômicos reforçam a busca de soluções adequadas ao desenvolvimento equilibrado, o que tem sido alvo de considerações nos mais diversos segmentos da sociedade, segundo uma ótica de crescente complexidade e mudança.
Assim, vê-se como emergente a necessidade de se formar profissionais na área educacional com competências e habilidades para atuar com ética e dignidade e para lidar com a diversidade sócio-cultural, bem como utilizar diferentes tecnologias na proposição de soluções inovadoras e criativas para a educação.
As mudanças propostas para a educação no Brasil apresentam enormes desafios à formação do profissional do ensino. Em um mundo cada vez mais globalizado e com o advento das novas tecnologias, o acesso às informações tornou-se mais facilitado e sem fronteiras. Desta forma, o espaço educativo vem ampliando-se, não se restringindo apenas ao ambiente escolar.
O mercado de trabalho vem abrindo novas oportunidades para o profissional da educação. As novas concepções sobre a educação, as revisões e atualizações nas teorias do desenvolvimento e aprendizagem, o impacto da tecnologia da informação e das comunicações sobre o processo ensino/aprendizagem vêm exigindo cada vez mais um profissional qualificado para atuar de forma efetiva em ambientes escolares e não escolares. A expansão das atividades sociais, os projetos públicos e privados de atendimento à criança e ao adolescente em situação de risco, o surgimento dos processos de trabalho flexível, as novas formas de gestão frente às novas configurações tecnológicas nas organizações produtivas, abrem perspectivas nas áreas de qualificação/requalificação profissional.
O campo de atuação do profissional de educação vem se definindo em várias esferas:
– para atuar nas escolas, desempenhando as funções de supervisão pedagógica e orientação, bem como no trabalho com portadores de necessidades especiais;

– para atuar fora das escolas, em projetos e instituições educativas (ONGs, penitenciárias, hospitais, etc.) ou em ações coletivas e culturais com jovens, meninos de rua, idosos, de outras etnias, etc.);

– para atuar em organizações de outros segmentos na área de desenvolvimento de recursos humanos, com projetos de capacitação e treinamento, avaliação de sistemas, programas educacionais, comunicações de massa, informática, entre outros.

Em face desse cenário mercadológico, algumas exigências se destacam para esse profissional:
– desenvolver hábitos de colaboração e trabalho em equipe;
– elaborar, implementar e acompanhar projetos educacionais;
– utilizar novas metodologias, estratégias e recursos tecnológicos;
– saber lidar com a diversidade existente entre os alunos, professores, colegas, pais e membros da comunidade;
– orientar o processo ensino/aprendizagem das pessoas envolvidas;
– coordenar e propor alterações nos procedimentos inerentes aos processos educacionais.
A ênfase na formação do profissional pesquisador e da investigação como componente curricular nesse curso, oferece condições para o aprofundamento dos estudos em nível de pós-graduação, contribuindo para a geração e construção de conhecimento na área educacional.


2 – Missão do Curso de Pedagogia

 

 

Formar profissionais comprometidos com a realidade social, capazes de intervir e provocar mudanças, buscando, por meio da educação, contribuir para as transformações da sociedade.

 

 

 

3 – Objetivos do Curso


3.1 – Objetivo Geral

Formar profissionais da educação, qualificados para atuar em nível de supervisão e orientação educacional em ambientes escolares e não escolares, bem como para exercer a docência.
3.2 – Objetivos Específicos


– Capacitar o pedagogo para o trabalho docente, bem como para o assessoramento didático-pedagógico em ambientes escolares e não escolares;

– Promover a aquisição de competências e habilidades necessárias a uma atuação competente em seu ambiente de trabalho;

– Formar profissionais aptos a contribuir para a solução de problemas apresentados no cotidiano;

– Disponibilizar aos acadêmicos, instrumentais técnicos e metodológicos que os habilitem à inovação e ao constante aprofundamento do saber;

– Qualificar profissionais comprometidos com a realidade social e com a ética, tornando-se agentes transformadores da sociedade na qual estão inseridos.

 

 

4 – Perfil do egresso e habilidades

O Profissional que se pretende formar no curso de Pedagogia da FATI, contempla a relação adequada entre a capacidade instrumental (técnicas e métodos) e a capacidade intelectual (pensar, refletir, estudar, criar, elaborar, gerenciar). A construção de uma concepção teórico-prática prepara o pedagogo para atuar no ensino, na organização e gestão de sistemas, unidades e projetos educacionais e na produção e difusão do conhecimento, em diversas áreas da educação, tendo a prática educativa como base obrigatória de sua formação e identidade profissional.

Para tanto, pretende-se formar um profissional capaz de demonstrar saber:
– compreender a natureza e a especificidade da educação, da prática educativa e de como o ser humano constrói o conhecimento;

– ter autonomia intelectual na (re)construção de projetos na área educacional, voltados tanto para de professores e de trabalhadores em geral;

– intervir na realidade, consolidando um trabalho coletivo e interdisciplinar ao construir e desenvolver o projeto pedagógico da instituição na qual atua;

– de pesquisar, entendendo a pesquisa como princípio científico e educativo, consubstanciando seus relatos em reelaboração do conhecimento;

– fazer uma leitura da realidade social, analisando as situações problemas e, propondo soluções;

– planejar e conduzir o trabalho escolar, a gestão da escola e os processos de avaliação;

– utilizar as modernas tecnologias educacionais;

– estar em permanente processo de aprendizagem e aperfeiçoamento profissional;

– atuar no ensino, na organização e gestão e sistemas, unidades e projetos educacionais e na produção e difusão do conhecimento, em diversas áreas da educação, tendo a prática educativa como base obrigatória de sua formação e identidade profissionais.

O profissional egresso do curso de Pedagogia da FATI poderá atuar nas áreas:

– de organização de sistemas, unidades, projetos e experiências educacionais escolares e não-escolares;

– da produção e difusão do conhecimento científico e tecnológico do campo educacional;

– emergentes do campo educacional.

O curso de Pedagogia da FATI abrangerá conteúdos e atividades constituindo base consistente para a formação do educador capaz de atender o perfil já exposto. Nessa direção, as seguintes competências e habilidades, entre outras, serão desenvolvidas no perfil dos nossos egressos:

– compreensão ampla e consistente do fenômeno e da prática educativos que se dão em diferentes âmbitos e especialidades;

– compreensão do processo de construção do conhecimento no indivíduo inserido em seu contexto social e cultural;

– capacidade de identificar problemas sócio-culturais e educacionais propondo respostas criativas às questões da qualidade do ensino e medidas que visem superar a exclusão social;

– compreensão e valorização das diferentes linguagens manifestas nas sociedades contemporâneas e de sua função na produção do conhecimento;

– compreensão e valorização dos diferentes padrões e produções culturais existentes na sociedade contemporânea;

– capacidade de apreender a dinâmica cultural e de atuar adequadamente em relação ao conjunto de significados que a constituem;

– capacidade para atuar com portadores de necessidades especiais, em diferentes níveis da organização escolar, de modo a assegurar seus direitos de cidadania;

– capacidade para atuar com jovens e adultos defasados em seu processo de escolarização;

– capacidade de estabelecer diálogo entre a área educacional e as demais áreas do conhecimento;

– capacidade de articular ensino e pesquisa na produção do conhecimento e da prática pedagógica;

– capacidade para dominar processos e meios de comunicação em suas relações com os problemas educacionais;

– capacidade de desenvolver metodologias e materiais pedagógicos adequados à utilização das tecnologias da informação e da comunicação nas práticas educativas;

– compromisso com uma ética de atuação profissional e com a organização democrática da vida em sociedade;

– articulação da atividade educacional nas diferentes formas de gestão educacional, na organização do trabalho pedagógico escolar, no planejamento, execução e avaliação de propostas pedagógicas da escola;

– elaboração do projeto pedagógico, sintetizando as atividades de ensino e administração, caracterizadas por categorias comuns como: planejamento, organização, coordenação e avaliação e por valores comuns como: solidariedade, cooperação, responsabilidade e compromisso.

As competências e habilidades próprias do pedagogo, decorrentes do projeto pedagógico da FATI, credenciarão ao exercício profissional.

5 – Currículo do Curso

5.1 – Tópicos de Estudos: Conteúdos Básicos

O Curso de Pedagogia da FATI tem em seu currículo um núcleo de conteúdos básicos, que articulam a relação teoria-prática, organizados em sua estrutura curricular a fim de atender os seguintes contextos:
– histórico e sócio-cultural, compreendendo os fundamentos filosóficos, históricos, políticos, econômicos, sociológicos, psicológicos e antropológicos necessários para a reflexão crítica nos diversos setores da educação na sociedade contemporânea.

Da educação básica, compreendendo :

– estudo dos conteúdos curriculares da educação básica escolar;
– os conhecimentos didáticos; as teorias pedagógicas em articulação às metodologias; tecnologias de informação e comunicação e suas linguagens específicas aplicadas ao ensino.
– o estudo dos processos de organização do trabalho pedagógico, gestão e coordenação educacional;
– o estudo das relações entre educação e trabalho, entre outras, demandadas pela sociedade.
– do exercício profissional em âmbitos escolares e não-escolares, articulando saber acadêmico, pesquisa e prática educativa.
5.2 – Tópicos de Estudo de Aprofundamento e/ou Diversificação da Formação

 

 

 

Como diversificação na formação do pedagogo é desejável para atender às diferentes demandas sociais e para articular a formação aos aspectos inovadores que se apresentam no mundo contemporâneo.

5.3 – Estudos Independentes


A FATI cria mecanismos de aproveitamento de conhecimentos, adquiridos pelo estudante, através de estudos e práticas independentes, através dos seguintes mecanismos:

Monitorias;
Programas de iniciação científica;
Estudos complementares;
Cursos realizados em áreas afins;
Participação em eventos científicos no campo da educação.
Outros.

A FATI definiu critérios de avaliação para o aproveitamento dos estudos independentes efetuados pelo aluno.
6 – Duração do Curso

 

 

 

A FATI propõe uma organização curricular inovadora que complementa uma sólida formação profissional, acompanhada de possibilidades de aprofundamentos e opções realizadas pelos alunos. Propiciará, também, tempo para pesquisas, leituras e participação em eventos, entre outras atividades, além da elaboração de um trabalho final de curso que sintetize suas experiências.
A duração do curso é de 4 anos.

7 – Carga Horária

 

 

A carga horária assegura a realização das atividades acima especificadas.
A carga horária cumpre 200 dias letivos anuais, com 4 horas de atividades diárias, em média, com a duração de 4 anos, e um total de 3.200 horas.

8 – Tempo de Integralização

O curso de Pedagogia da FATI deverá ter uma duração total de 4 anos, com tempo máximo de integralização de 8 anos.
9 – Regime do Curso

 

 

A FATI, de acordo com suas potencialidades e preferências, define o regime do curso com organização curricular por regime de créditos, a matrícula é SEMESTRAL.
-VAGAS: 100 (cem ) vagas sendo 50 (cinqüenta) por turma.
-TURNO DE FUNCIONAMENTO: NOTURNO.
-TAMANHO DAS TURMAS; 50 cinqüenta alunos.
-REGIME: SEMESTRAL
10 – Prática Pedagógica

 

 

Serão instituídas 3 (três) modalidades de prática pedagógica pela FATI visando ser instrumento:
– de integração e conhecimento do aluno com a realidade social, econômica e do trabalho de sua área/curso;
– de iniciação à pesquisa e ao ensino;
– de iniciação profissional.
A prática pedagógica será concebida e configurada através do trabalho coletivo da FATI, fruto de seu projeto pedagógico. Nesse sentido, todos os professores responsáveis pela formação do pedagogo deverão participar, em diferentes níveis, da formação teórico-prática de seu aluno.
As diferentes modalidades serão concomitantes, complexificando-se e verticalizando-se de acordo com o desenvolvimento do curso.
A relação teoria e prática é entendida como eixo articulador da produção do conhecimento na dinâmica do currículo.
A primeira modalidade da prática pedagógica vista como instrumento de integração do aluno com a realidade social, econômica e do trabalho de sua área/curso, possibilitará a interlocução com o contexto em que a instituição educativa está inserida e com os aspectos da organização pedagógico – administrativa da instituição escolar. Esta etapa será iniciada nos primeiros anos do curso e acompanhada tanto pelo professor responsável pela pesquisa educacional na prática pedagógica como pela coordenação docente da FATI. Essa modalidade permitirá, também, a participação do aluno em projetos integrados, favorecendo a aproximação entre as ações propostas pelas disciplinas/áreas/atividades.
A segunda modalidade de prática pedagógica, como instrumento de iniciação à pesquisa e ao ensino, na forma de articulação teoria-prática, considera que a formação profissional não será desvinculada da pesquisa. Portanto, o mapeamento da realidade escolar observada gerará problematizações e projetos de pesquisa entendidos como formas de iniciação à pesquisa educacional.
A terceira modalidade de estágio, destinada à iniciação profissional ocorrerá junto às escolas e unidades educacionais, nas atividades de observação, de participação em projetos de intervenção, como um saber fazer que busca orientar-se por teorias pedagógicas que respondam às demandas colocadas pela prática pedagógica. Esses momentos estarão presentes desde os primeiros anos do curso, configurando a prática pedagógica necessária ao exercício profissional.
A conjugação dessas três modalidades de articulação teoria-prática observará o artigo 65 da LDB.

11 – Trabalho de Conclusão de Curso


A FATI estabelecerá, ao longo do curso, mecanismos de orientação, acompanhamento e avaliação das atividades relacionadas à produção do Trabalho de Conclusão de Curso, que serão especificados em regulamento próprio.
O Trabalho de Conclusão de Curso decorrerá de experiências propiciadas pelas modalidades de prática pedagógica e de outras alternativas de interesse do aluno, entre as quais as de Estudo Independente.
Este trabalho procurará contribuir para que o aluno desenvolva sua capacidade de síntese da relação teoria e prática. Para tanto, todo processo de transmissão, de apropriação, de construção, de reconstrução dos conteúdos trabalhados no decorrer da graduação devem estar presentes neste momento de elaboração do trabalho final. Pois, é uma oportunidade de inserção do aluno à pesquisa científica, em que este poderá inclusive teorizar sua própria prática.
Sendo assim, o trabalho de conclusão de curso consistirá em pesquisa individual orientada, e apresentada em seminário especialmente organizado para essa finalidade.
Será facultado ao aluno escolher qualquer área do conhecimento ou de âmbito de atuação da pedagogia para desenvolver seu trabalho de conclusão de curso.

- Grade Curricular do Curso de Pedagogia Habilitação em Orientação Educacional e Supervisão Escolar
GRADE CURRICULAR
SEM.
CÓDIGO
DISCIPLINAS
-
-
C.Total
-
História da Educação
-
-
72 h
-
Comunicação e Expressão
-
-
72 h
-
Filosofia da Educação
-
-
72 h
-
Psicologia da Aprendizagem
-
-
72 h
-
Pesquisa Educacional na Prática Pedagógica I
-
-
72 h
TOTAL
360 h
SEM.
CÓDIGO
DISCIPLINAS
-
-
C.Total
-
Sociologia da Educação
-
-
72 h
-
Psicologia do Desenvolvimento
-
-
72 h
-
Normal e Técnicas de Pesquisa
-
-
72 h
-
Pesquisa Educacional na Prática Pedagógica II
-
-
72 h
-
Fundamentos Teóricos e Metodológicos da Educação Infantil I
-
-
72 h
TOTAL
360 h
SEM.
CÓDIGO
DISCIPLINAS
-
-
C.Total
-
Didática I
-
-
72 h
-
Organização do Trabalho Pedagógico
-
-
72 h
-
EJA I
-
-
36 h
-
Fundamentos Teóricos e Metodológicos da Educ. Infantil II
-
-
72 h
-
Pesquisa Educacional na Prática Pedagógica III
-
-
72 h
-
Fundamentos Teórico-Metodológicos da Educação Inclusiva I
-
-
36 h
TOTAL
360 h
SEM.
CÓDIGO
DISCIPLINAS
-
-
C.Total
-
Fundamentos Teóricos e Metodológicos da Alfabetização I
-
-
72 h
-
EJA II
-
-
36 h
-
Currículo e Conhecimento Escolar I
-
-
72 h
-
Pesquisa Educacional na Prática Pedagógica IV
-
-
72 h
-
Fundamentos Teórico-Metodológicos da Educação Inclusiva II - LIBRAS
-
-
36 h
-
Didática II
-
-
360 h
TOTAL
84
SEM.
CÓDIGO
DISCIPLINAS
-
-
C.Total
-
Currículo e Conhecimento Escolar II
-
-
72 h
-
Arte, Jogos e Recreação I
-
-
36 h
-
Fundamentos Teóricos e Metodológicos da Alfabetização II
-
-
72 h
-
Prática de Ensino em Educação Infantil I
-
-
36 h
-
Prática de Ensino em Educação Infantil II
-
-
36 h
-
Pesquisa Educacional na Prática Pedagógica V
-
-
72 h
-
Novas Tecnologias Educacionais I
-
-
36 h
TOTAL
360 h
SEM.
CÓDIGO
DISCIPLINAS
-
-
C.Total
-
Prática de Ensino em Séries Iniciais I
-
-
36 h
-
Fundamentos e Métodos de Geografia
-
-
72 h
-
Prática de Ensino em Séries Iniciais II
-
-
36 h
-
Arte, Recreação e Jogos II
-
-
36 h
-
Fundamentos e Métodos da Matemática
-
-
72 h
-
Novas Tecnologias Educacionais II
-
-
36 h
-
Pesquisa Educacional na Prática Pedagógica VI
-
-
72 h
TOTAL
360 h
SEM.
CÓDIGO
DISCIPLINAS
-
-
C.Total
-
Educação e Trabalho
-
-
72 h
-
Princípios e Métodos em Gestão
-
-
72 h
-
Educação em Meio Ambiente
-
-
72 h
-
Fundamentos e Métodos de História
-
-
36 h
-
Prática de Ensino em Gestão Escoloar
-
-
36 h
-
TCC
-
-
72 h
TOTAL
360 h
SEM.
CÓDIGO
DISCIPLINAS
-
-
C.Total
-
Princípios e Métodos em Orientação Educacional
-
-
0
-
Princípios e Métodos em Supervisão Escolar
-
-
36
-
Trabalho de Conclusão de Curso
-
-
0
-
Prática de Ensino em Supervisão Escolar
-
-
30
-
Prática de Ensino em Orientação Educacional
-
-
18
-
Optativa
-
-
18
TOTAL
84
SISTEMA DE AVALIAÇÃO
A verificação do Rendimento Acadêmico será feita por disciplinas, abrangendo sempre os aspectos de assiduidade – freqüência de 75%(setenta e cinco por cento) e eficiência – resultado das avaliações exigidas no decorrer do período letivo com média mínima de 7,0 (sete). A avaliação será feita através de notas, variáveis de 0 (zero) a 10 (dez). No final do ano letivo, será atribuída ao aluno, em cada disciplina cursada, uma média final resultante de no mínimo 4 (quatro) avaliações realizadas durante o ano letivo (Regime Anual).
A verificação do rendimento acadêmico será feita no final do período letivo, e será atribuída ao aluno em cada disciplina cursada, uma média final, resultante de, no mínimo, 2 (duas) avaliações, realizadas durante o período letivo (Regime Semestral).
É direito do aluno requerer, ao final de cada semestre letivo, uma prova substitutiva em cada disciplina, mediante requerimento protocolado na Secretaria, no prazo estabelecido no Calendário Acadêmico, devendo a nota atribuída a esta prova, substituir, caso seja maior, a nota de um dos bimestres daquele semestre, conforme expresso no requerimento.
A ausência à prova substitutiva requerida não provoca alteração nas notas atribuídas no semestre letivo.
Formas de reajuste da mensalidade: Conforme contrato assinado pelo aluno.
Valor da Mensalidade: Valor da Mensalidade: R$ 730,00. Efetuando o pagamento até o dia 05 de cada mês, o acadêmico terá um desconto de R$ 95,00 na mensalidade, passando para R$ 635,00.(Ano letivo de 2011). Obs.: O valor é atualizado sempre em 01 de janeiro, de acordo com a taxa de inflação.
Dados de Criação/Autorização:
Documento: Portaria MEC
Nº. Documento: 700 de 15/04/2003
Data de publicação: 16/04/2003
No. Parecer / Despacho:039/2003 CES/CNE

Os comentários estão encerrados.


© 2017 União Latino-Americana de Tecnologia