Campanha de Capacitação de Bolsas para Alunos e Ex-Alunos do Grupo Américas Descontos Especiais em Agosto

Mainframe

Os computadores de grande porte conhecidos como Mainframe foram criados pela IBM há 50 anos e até hoje são a plataforma mais rápida e confiável do mercado. Os computadores Mainframe da IBM são o padrão para as empresas que necessitam gerenciar grandes volumes de informação com alto nível de segurança. Bancos, grandes redes de varejo, operadoras de telefonia e órgãos públicos usam essa tecnologia para gerenciar seus dados. Tudo isso faz com que um dos maiores déficits do mercado de trabalho de TI esteja na área de Mainframe.

Parceiros do Curso

Os cursos de mainframe da ULT são voltados para aplicações de grande porte que são utilizadas em empresas que utilizam super-computadores. Os mainframes da IBM são os únicos sistemas que têm a capacidade de processamento para atender as demandas de volume e segurança que as empresas de grande porte necessitam. O programa é composto pelos parceiros abaixo:

IBM ACADEMIC INITIATIVESuporteA IBM é a líder mundial em computação de grande porte. Através do programa Academic Initiatives, ela fornece todo suporte para a realização dos cursos, incluindo acesso ao mainframe, softwares e apostilas oficiais. Site: www.ibm.com

Seja um Especialista em Supercomputadores

Apesar de estarmos acostumados com os computadores pessoais, a maioria das pessoas nunca viu um supercomputador ou mainframe. Mesmo assim, usamos supercomputadores todos os dias. Todas as vezes que você usa o celular, faz uma operação no banco via internet ou recebe uma conta de luz, água ou telefone, você direta ou indiretamente está usando um mainframe. Das 1.000 maiores empresas do mundo, cerca de 90% usam mainframe. Todos os bancos mundiais e os 10 maiores bancos nacionais operam em plataforma IBM.

Desde os anos 80 as universidades pararam de ensinar o uso de alta plataforma prevendo que ela seria substituída pelos computadores de pequeno porte. Mas com o advento da internet, a demanda de trânsito de dados e de segurança aumentou acima de qualquer previsão do mercado. O resultado é que a IBM nunca vendeu tantos computadores de grande porte como agora, mas não há nova mão de obra para operá-los. Por isso, o mercado precisa urgentemente de milhares de especialistas em computadores mainframe, sem exigir experiência prévia ou formação na área de informática.


Empregabilidade

Um dos maiores déficits do mercado de trabalho de TI está na área de mainframe. O Brasil, junto com a Índia, está despontando como uma das maiores promessas no mercado mundial de informática. Isso faz com que pessoas com o nível de capacitação oferecidos pelos cursos da IBM estejam no topo da lista de empregabilidade.


Distribuição do Programa

  • z/OS, TSO/ISPF e JCL
  • Conceitos básicos de: Parallel Sysplex, LPAR, z/OS, Hardware, Virtual Storage, Address Spaces, TSO/ISPF, arquivos, catálogo, JCL, CICS, DB2, RACF.
  • Primary Options Menu.
  • Localização, visualização e edição de arquivos.
  • Scrolling.
  • Comandos: KEY, PFSHOW, SPLIT, START, SWAP, BROWSE, EDIT, LOCATE, FIND, SAVE, CANCEL, COPY, CREATE, REPLACE, TAB, MASK, CAPS, STATS, RECOVERY, UNDO, HEX, CHANGE, EXCLUDE, DELETE, SHIFT, PROFILE.
  • Comandos de linha: I, D, R, C, M, A e B.
  • Utilities: Library, Data Set, Move/Copy, DSLIST, Search-for.
  • Execução de Jobs
  • Análise de resultados através do SDSF. Comandos: PREFIX, OWNER e SET DISPLAY.
  • Comando JOB: Job Name, Accounting Information, Programmer Name, MSGLEVEL, MSGCLASS, COND, CLASS, NOTIFY, PRTY, REGION, TIME, TYPRUN, USER, PASSWORD.
  • Comando EXEC: Step Name, PGM, PROC, PARM, COND, bibliotecas de programas.
  • Comando DD: DDNAME em programas, DSN, DISP, UNIT, VOL, SPACE,DCB, DD, SYSOUT, DUMMY, Concatenação e Backward Reference.
  • Comando IF/THEN/ELSE/ENDIF
  • Procedures: Procedures catalogadas, JCLLIB ORDER, modificação de parâmetros dos commandos EXEC e DD. Parâmetros simbólicos.

  • COBOL
  • Divisões, seções, parágrafos e áreas para a codificação.
  • Compilação e execução de programas.
  • IDENTIFICATION DIVISION
  • ENVIRONMENT DIVISION – CONFIGURATION SECTION e INPUT-OUTPUT SECTION.
  • DATA DIVISION – WORKING-STORAGE SECTION, FILE SECTION e LINKAGES SECTION
  • Regras básicas para literais e nomes, constantes figurativas, definição de variáveis, PIC A, PICX, PIC 9, PIC V, PIC S, VALUE, item elementar e item de grupo, JUSTIFIED, BLANK WHEN ZERO.
  • Caracteres de edição: Z, ponto, vírgula, barra, *, +, -, B.
  • REDEFINES
  • COMP e COMP-3
  • Nível 88.
  • Buffer, layouts de arquivos e conceitos de relatórios
  • PROCEDURE DIVISION – Comandos: COPY, STOP RUN, DISPLAY, ACCEPT, MOVE, GO TO, IF, EVALUATE, INITIALIZE, tipos de arquivos, Conceitos de VSAM,OPEN, CLOSE, READ, WRITE, REWRITE, DELETE, START, PERFORM (simples, TIMES, UNTIL e VARYING), ADD, SUBTRACT, DIVIDE, MULTIPLY, COMPUTE, SORT, OCCURS, SEARCH, SEARCH ALL, STRING, UNSTRING, INSPECT e Subrotinas.

  • SQL
  • Conceitos de bancos de dados relacionais, tipos de dados mais comuns e Views.
  • Comandos: SELECT, ORDER BY, DISTINCT, WHERE, IN, BETWEEN, NULL, LIKE, valores calculados, COALESCE, DECIMAL, DATE/TIME, SUBSTRING, concatenação, GROUP BY, HAVING.
  • Funções de coluna: MAX, MIN, AVG, SUM e COUNT
  • UNION, UNION ALL
  • Join
  • Subqueries
  • INSERT, UPDATE, DELETE, DROP

  • DB2
  • Conceitos de DB2, SQL embutido, SQLCA e SQLCODE.
  • Preparação e execução de programas
  • Variável Host, DCLGEN e INCLUDE
  • Variável indicadora
  • WHENEVER e DSNTIAR
  • Cursor
  • Conceitos de Recovery e Locking.

  • CICS
  • Conceitos de CICS e transações fornecidas mais utilizadas.
  • BMS – Desenho de telas: Criação, compilação e execução. Mapa simbólico: INPUT e OUTPUT.
  • Preparação, compilação e execução de programas.
  • EIB
  • Programação conversacional e pseudo-conversacional.
  • Conceitos: Temporary storage queues, storage violation e COMMAREA
  • APIs: HANDLE ABEND, HANDLE CONDITION, IGNORE CONDITION, RETURN, ASKTIME, FORMATTIME, ASSIGN, SEND MAP, READQ, DELETEQ, WRITEQ, RECEIVE, HANDLE AID, BIF DEEDIT, DELAY, SEND TEXT, SEND CONTROL, LINK, XCTL, START, RETRIEVE e VSAM
  • Redefinição de campos da tela.
  • Navegação entre telas e programas diferentes
  • Teste de PFs e envio de mensag.


Perfil do Candidato

Todas as pessoas que tiverem afinidade com tecnologia e capacidade básica de leitura de inglês técnico estão aptas a participar dos cursos. A ULT e as principais empresas que empregam no mercado de TI, não exigem nível de escolaridade, nem têm restrições quanto à idade. Até mesmo menores podem participar de programas de estágio.

O aluno não precisa ter conhecimentos básicos de lógica e programação. Esses tópicos serão abordados no início do curso. O mais importante é que o aluno consiga desenvolver bem as habilidades que aprendeu no decorrer do curso e que tenha facilidade de trabalhar em grupo.


Instrutor

foto_ricardoRicardo Tadeu Castelo Branco Silva
Instrutor chefe do centro de treinamento de IT do HSBC e especialista em desenvolvimento e análise de aplicações em ambiente mainframe. É lider de desenvolvimento e entrega dos cursos de mainframe z/OS, TSO/ISPF, JCL, COBOL, DB2, CICS e design.

Suporte as Dúvidas e Interatividade

Os recentes avanços nas tecnologias de transmissão via web e de sistemas de apoios aos aluno, possibilitaram que o aluno esteja conectado 24 horas por dia, 7 dias por semana com seus colegas de classe, seus tutores, professores e orientadores através de fóruns. Tudo esse processo é gerenciado através do Portal do Aluno, utilizando uns dos sistemas de aprendizagem mais avançados e amigáveis do mercado.
Aulas Via Web


Aulas Online em HD

Uma das principais vantagens dos cursos da ULT é a alta qualidade de entrega de nossas aulas via web. Estudar pela internet deixou de ser questão de conveniência, hoje é uma questão de necessidade. Por exemplo, mesmo na cidade de São Paulo, onde a ULT tem 4 Polos, se deslocar 2 vezes por semana até uma sala de aula dificulta e encarece muito a participação do aluno nos cursos. Além disso, pesquisas realizadas internacionalmente comparam que, comparados, cursos presenciais, com cursos a distância de qualidade semelhante, os alunos que estudam remotamente têm aproveitamento e retenção de conhecimentos superiores aos que estudam no sistema presencial.


Modelo de Aula

Nossa missão é reproduzir na tela do computador uma experiência de aprendizado superior ao ambiente de sala de aula. De fato, a alta qualidade de som e imagem dos cursos permite que você visualize o conteúdo e ouça o instrutor com mais clareza do que numa sala de aula tradicional. Clique no vídeo abaixo para ver um clipe das aulas.



 


Fale Conosco

Se você ainda tem alguma dúvida ou dificuldades ou se quiser saber qual o Polo mais próximo de você, entre em contato conosco. Você pode falar com a gente através do Skype, MSN ou pelo telefone. Esperamos por você.
O conteúdo desta página está sujeito a alterações sem notificação prévia

© 2017 União Latino-Americana de Tecnologia